Arte no Vinho

O vinho por si só é uma arte, uma arte viva. Começa na vinha e evolui durante os anos passados a aguardar por ser apreciado.

Enquanto produto a apresentar ao consumidor, este só fica completo com o rótulo. Uma outra forma de arte. É esse o primeiro contacto com o consumidor e muitas vezes o que o cativa para a compra e lhe pode dar desde logo algumas directrizes sobre a gama de preços.

O Marketing é a última camada produtiva, ou seja, é a tradução do espírito criativo que deu origem ao vinho. E o rótulo é a visualização disso mesmo.

Mas a relação entre a arte e o vinho tem muitos outros contornos no mundo artístico. Aqui ficam alguns em estilo “Sabia que…”:

Os vinhos Chateau Mouton Rothschild tiveram ao longo dos anos, rótulos desenhados por pintores famosos como Pablo Picasso, Andy Warhol, Marc Chagall, Joan Miró e Wassily Kandinsky.

O famoso realizador de cinema Francis Ford Coppola tem a sua própria produção de vinhos, alguns com rótulos desenhados pelo designer Dean Tavoularis que conheceu durante a gravação do filme O Padrinho.

Com inspiração nos livros de Beatrix Potter, o designer Bob Johnson desenvolveu dois rótulos para a MG Vineyards, primeiro quando o vinho seria só para amigos e familiares e o segundo quando saiu para comercialização. A importância do grafismo adequado ao Marketing!